Deve um cristão colocar piercing ou fazer tatuagens?

2ª Parte.

Como vimos na primeira parte deste estudo, sempre que tivermos alguma dúvida entre um costume, uma prática, que não estiver bem definida na Bíblia devemos fazer as perguntas a nós mesmos, com toda a sinceridade: Isto é útil? Vai me escravizar? Agrada a Deus? Vai edificar algo em minha vida?

Note o que Paulo fala: Todas as coisas me são lícitas, mas nem todas convêm… nem todas edificam.

Portanto existe na verdade uma escolha. Esta escolha para sua vida pode ser algo que não convém; pode ser algo que não vai te trazer nenhuma edificação. Será que vale a pena arriscar a nossa vida com Deus por um costume que nada acrescentará a nossa vida? Fomos chamados para sermos diferentes. Fomos chamados para sermos sal e luz. O que você é hoje? Você já se fez esta pergunta? Você faz a diferença nos lugares que freqüenta ou é mais um na multidão? Você é sal? Você é luz?

Observe as passagens bíblicas do apóstolo Paulo abaixo:

1 Coríntios 4.16

Admoesto-vos, portanto, a que sejais meus imitadores.

1 Coríntios 11.1

Sede meus imitadores como eu sou de Cristo

Filipenses 3.17–19

Irmãos, sede imitadores meus e observai os que andam segundo o modelo que tendes em nós. Pois muitos andam entre nós, dos quais, repetidas vezes, eu vos dizia e, agora, vos digo, até chorando, que são inimigos da cruz de Cristo. O destino deles é a perdição, o deus deles é o ventre, e a glória deles está na sua infâmia, visto que só se preocupam com as coisas terrenas.

Analisando estes textos o que observamos? Paulo exorta aos Coríntios e Filipenses que o imitem, pois ele imita a Cristo.

E nós. Quem desejamos imitar? Quem é o nosso ídolo? Quem é o nosso objeto de adoração?

São estas resposta que vão fazer com que trilhemos um caminho bom na presença do Senhor ou não.

Será que vale a pena, um servo de Deus, uma serva de Deus, furar o seu corpo para colocar um piercing? Ou fazer uma tatuagem que não edifica, não é útil e certamente não estará agradando a Deus.

Nós temos que nos espelhar em Cristo.

Quando Jesus veio a este mundo, a quem ele procurou imitar?

Ele foi simplesmente Jesus seguindo a visão do Pai, assim como Paulo, após o encontro com Jesus foi tão somente Paulo um seguidor e imitador de Cristo.

A quem você tem procurado imitar?

Querido e amado irmão. Leia mais de uma vez estes textos e se dirija ao Senhor em oração, pedindo para que Ele te ajude a seguir os seus passos, o seu modelo.
Te aguardo na parte 3 deste estudo.
Um grande abraço na Paz de Cristo.

Pr. Paulo Roberto Costa da Paixão