Deve um cristão colocar piercing ou fazer tatuagens?

3ª Parte.

A Paz do Senhor Amados. Vamos continuar este pequeno estudo que espero que possa ajudá-los no discernimento deste assunto.

Você já leu os textos digitados neste estudo?

Você conseguiu entender que um crente tem que seguir a Cristo?

Vamos analisar hoje, mais alguns textos da Palavra de Deus.

Vamos começar lendo 1 João 2.15 Não ameis o mundo nem as coisas que há no mundo. Se alguém amar o mundo, o amor do Pai não está nele.

João não está dizendo que tudo no mundo é ruim, mas amar o mundo e as coisas que ele tem, disputando o lugar de adoração com Deus demonstra que ainda falta alguma área em nossas vidas que precisam ser tocadas por Deus.

1 João 2.17

Ora, o mundo passa, bem como a sua concupiscência; aquele, porém, que faz a vontade de Deus permanece eternamente.

Olha o que João escreve neste texto: o mundo passa… Ele está dizendo que tudo que tem no mundo é passageiro. As modas mudam, as roupas mudam, os costumes vão se transformando, tudo passa. Mas Deus e Sua Palavra permanece para sempre.

E é esta eternidade com Deus que está em jogo quando flertamos com o mundo.

Vamos observar um último texto, escrito por Paulo aos Romanos

Romanos 12.2

E não vos conformeis com este século, mas transformai-vos pela renovação da vossa mente para que experimenteis qual seja a boa, agradável, e prefeita vontade de Deus.

Paulo está dizendo o seguinte: não vivam de acordo como estilo ou a tendência da presente era.

A palavra conformar neste texto traz o sentido de se amoldar, tomar a forma do mundo.

Nós cristãos não podemos ser iguais ao mundo. Fomos chamados para sermos o sal da terra e luz do mundo. Nós temos que influenciar o mundo e não o mundo influenciar a nós e as igrejas de Cristo.

Quando começamos a nos moldar aos costumes do mundo, o sal se torna insípido e a luz vai se apagando lentamente até chegar ao ponto do mundo nos ver como um igual.

Amados, talvez vocês acharam que a palavra foi muito dura, talvez alguns líderes vão dizer que a coisa não é bem assim. Talvez você mesmo vai dizer que a vida é sua e você faz dela o que achar melhor. Mas não é assim. A partir do momento que aceitamos a Cristo, a nossa vida pertence a Ele, e temos que caminhar segundo os seus preceitos.

Portanto amados. Os textos que nos ajudam a tomar certas decisões com relação aos costumes do mundo foram passados. Agora a decisão é sua. Se você achar que não tem nada a ver, siga em frente. Mas se por outro lado entender que o que você pretende fazer não vai glorificar a Deus, nem ser útil pra você e muito menos trazer algum tipo de edificação, tome o caminho certo, imite a Jesus.

Deus os abençoe.
Qualquer questionamento me procure para conversarmos.

Pr. Paulo Roberto Costa da Paixão